Como melhorar a saúde financeira de uma empresa
DicasFinanças

Como melhorar a saúde financeira de uma empresa

Para conseguir obter melhora na saúde financeira de uma empresa, você precisa saber avaliar a situação de alguns indicadores, como, por exemplo, o fluxo de caixa. Afinal, o fluxo de caixa de sua empresa indica todas as receitas e despesas existentes no seu negócio.

Obviamente, para observar alguns parâmetros e outras medidas a serem tomadas. Ao iniciar um negócio, não esqueça que a gestão financeira será uma tarefa desafiadora. Portanto, a questão permanece: como se preparar para enfrentar as próximas tarefas, desafios e turbulências?

Veja também:
Finanças pessoais: Confira dicas de como organizar as suas
Independência Financeira: Como planejar corretamente

Como fazer uma avaliação da saúde financeira de uma empresa?

Quando se trata de recursos para promover o desenvolvimento da empresa, é bom saber de alguns indicadores que não podem ser ignorados. Uma boa análise agora pode dar aos gerentes uma compreensão mais abrangente da empresa. A capacidade de avaliar esses indicadores dá a possibilidade de garantir uma maior qualidade no momento que é necessário decidir algo. Verifique cada um deles:

índice de faturamento

Sim, é necessário que você entenda de faturamento da empresa. Esse indicador determina o andamento do negócio, ou seja, quantos negócios estão fechados. Portanto, também se refere ao volume financeiro utilizado diretamente nas finanças da empresa.

A análise do seu faturamento também afeta a avaliação do cumprimento das suas metas. Se você prevê que o número de mercadorias será “X” comercializadas, mas as vendas serão menores que o esperado, o faturamento também diminuirá. Enquanto você estiver pronto para resolver este problema, você pode aplicar o plano B ou C. Desta forma, a empresa recuperará as faturas esperadas.

Prazos de recebimento

Se a conta estiver em dia, ainda há algumas coisas a considerar: o tempo que leva para realmente receber todo o dinheiro. Afinal, vender é uma coisa e obter o valor correspondente é outra. A análise dos prazos de recebimento define se a empresa tem atrasos incomuns (ou aceitáveis) para receber o valor dos produtos ou serviços vendidos pela empresa.

Esse indicador é extremamente relevante para a saúde financeira de uma empresa e define se o termo política de vendas deve ser revisado. Muitas lojas estão apresentando vendas altas. No entanto, quando o gerente verifica a localização do dinheiro, ele descobre que a maior parte foi paga em prestações, como com cartões de crédito.

Se existir equilíbrio entre as vendas à vista e a crédito, a empresa frequentemente enfrentará riscos de pânico e de falência. As promoções sazonais podem amenizar as despesas da empresa em um curto espaço de tempo. Mas, o problema é: até quando?

Dividas na empresa

Sim, normalmente é impossível manter o pleno funcionamento do negócio contando apenas com os fundos próprios da empresa. Nesse caso, o gestor é obrigado a obter um empréstimo bancário.

Este processo deve ser executado com extremo cuidado. Além disso, os recursos emprestados precisam ajudar a aumentar os lucros. Caso contrário, a dívida da empresa pode se tornar uma enorme bola de neve. Sempre antes de fazer um empréstimo, você deve analisar o impacto dessa operação no crescimento ou declínio do negócio.

O que fazer para melhorar saúde financeira de uma empresa?

Se você observar cuidadosamente, os indicadores acima serão a chave para o sucesso do negócio. No entanto, ainda existem algumas medidas importantes para manter a saúde financeira de uma empresa sólida. Veja quais são:

Faça um planejamento financeiro seguro

O planejamento financeiro corresponde a espinha dorsal da parte financeira de uma empresa. Antes de iniciar qualquer negócio, a quantidade de fundos necessária para manter o negócio deve ser determinada. Novamente, você deve considerar seus próprios recursos para atingir essa meta, não os atraentes empréstimos bancários.

O planejamento inclui o valor a ser recebido, o valor a ser pago e a consolidação de um bom capital de giro. Se bem feito, o plano financeiro vai livrar a empresa de muitos problemas no futuro, pois sem ele os gestores podem enfrentar uma variedade de obstáculos. Não esqueça que, por meio do planejamento, muitos eventos imprevistos se tornarão completamente previsíveis.

Como gerente, pode não ser fácil para você avaliar o negócio e determinar o melhor planejamento a adotar. Nesse caso, sinta-se à vontade para buscar o apoio de consultores contábeis e financeiros. Além disso, lembre-se de que adotar um software de gerenciamento tornará sua empresa mais competitiva do que os seus concorrentes que não usam a tecnologia.

Tenha um fundo para emergências

De certa forma, isso tende a prejudicar a receita da empresa. Enumerando apenas dois desses fatores, é bom lembrar das crises financeiras que surgem frequentemente e praticamente imprevisíveis. Nesse ponto, é importante notar que pode acontecer delas se arrastarem por meses seguidos. Outro aspecto importante é a queda dos lucros em alguns períodos sazionais.

Seja qual for das situações acima, você poderá ver a sua empresa em apuros. Portanto, evite ser muito otimista quanto ao chamado futuro promissor, pois este tal futuro nem sempre será tão amigável. Seja racional e estabeleça um fundo financeiro de emergência para manter a saúde financeira de sua empresa.

Uma maneira de conseguir fazer isso, é investir em fundos de renda fixa. É importante que, no pior dos casos, sua empresa possa ter um fundo de reserva que possa arcar com os custos e despesas incorridos por pelo menos 3 meses. Desta forma, sua empresa pode se manter estável – enquanto você e sua equipe enfrentam turbulências em busca de novas soluções.

Expanda seus investimentos nos produtos ou serviços mais lucrativos

Conheça o público-alvo que o seu negócio possui. Ao entender melhor o público, por exemplo, fica mais fácil priorizar os produtos no momento do lançamento de uma campanha publicitária, para com isso, tornar os investimentos nesses produtos mais certos e seguros. Além disso, sua empresa prestará mais atenção às mudanças no comportamento dos clientes.

Defina metas de curto e longo prazo para sua empresa

Finalmente, a última dica, mas não menos importante, é definir metas. Você precisa saber quais são os objetivos futuros da empresa. Seja crescimento ou lucratividade, é importante saber exatamente onde você quer chegar. Definir metas claras é a base de um planejamento financeiro de sucesso.

Realize análises de crédito de seus clientes

Ter conhecimento dos perfis de seus clientes é fundamental para garantir a segurança das vendas. Por exemplo, assim como o SPC, Boa Vista, da ACIC, você pode determinar a situação legal e a dívida do cliente e usar a pontuação do Score para prever quando ocorrerá a inadimplência.

Como você pode ver, a manutenção da saúde financeira de uma empresa depende de múltiplas análises e decisões consistentes com os objetivos do negócio. Com as dicas informadas acima, você definitivamente estará mais bem preparado para administrar os negócios financeiros do seu negócio. Não importa a quantidade de recurso a sua empresa está iniciando no mercado, mesmo que tenha bastante dinheiro para investir, com uma gestão errada, todo esse recurso irá acaber em pouco tempo.

Sendo assim, siga as nossas dicas e quantas mais encontrar, desde que sejam seguras, para manter a sua empresa bem, sem riscos de endividamentos ou falência. Ressaltamos novamente, que se deve pensar muito bem antes de decidir investir na abertura de uma empresa pegando empréstimo no banco. Pois, na maioria dos seus casos os juros cobrados são bem altos, e se caso seu empreendimento não der certo, você terá uma dívida crescente com o banco.